De acordo com a legislação em vigor, clique neste link para ler o texto completo da deliberação do Conselho de Administração sobre a alteração do site corporativo.

22

Sistemas de transmissão elétrica no Brasil

Sistemas de transmissão elétrica no Brasil

A Elecnor abrange dois grandes negócios: por um lado, o de engenharia, construção e serviços e, por outro, o negócio de promoção e investimento em usinas e infraestruturas de energia, tanto em propriedade quanto em concessão

No fim da década de 90, a empresa detectou a possibilidade de se tornar um ator ativo na construção, financiamento e exploração de redes de transmissão de energia elétrica no Brasil. A Elecnor se aliou a outras empresas do setor para obter no ano 2000 a adjudicação de um primeiro projeto de transmissão de energia elétrica, que consiste em duas linhas de 500 kV e quase 600 km de longitude e suas respectivas subestações.

Desde 2000 (individualmente ou com outros sócios) houve resultado adjudicatário de 19 concessões de transmissão no Brasil com um total de mais de 8.000 km de redes de transmissão de 500 e 230 kV e suas respectivas subestações.

Em 2009, a Elecnor constituiu uma filial, a Celeo, para a qual transferiu os ativos de transmissão no Brasil e no Chile a fim de convertê-la na sociedade promotora e exploradora dos projetos de transmissão em ambos os países.

Atualmente, e depois de duas operações de reorganização societária, o Grupo participa individualmente ou em consórcio com outras empresas em 11 concessões de transmissão no Brasil, que somam mais de 3.700 km de linhas e suas respectivas subestações com 9.000 MVA de capacidade de transformação, e em duas concessões de transmissão no Chile.

UM CENTRO DE OPERAÇÕES DO SISTEMA (COS) NO RIO DE JANEIRO PARA A GESTÃO DAS LINHAS DE TRANSMISSÃO DA ELECNOR

Dentro do programa de consolidação de atividades de gestão dos investimentos em linhas de transporte de energia no Brasil, a Elecnor implantou um Centro de Operações do Sistema (COS) em seus escritórios do Rio de Janeiro, a partir do qual realiza tarefas de gestão e controle das instalações integradas à Rede Tronco (SIN)

Até agora, a gestão da operação era realizada localmente com vários centros distribuídos pelo território brasileiro, em alguns casos administrados pelo pessoal da Elecnor e, em outros, por empresas subcontratadas. A implantação foi iniciada em meados de 2001, e as primeiras linhas começaram a ser operadas no COS do Rio de Janeiro em dezembro do mesmo ano. O processo de transição culminou em agosto de 2012, momento a partir do qual se concentrou no COS a gestão operacional de todas as linhas de transporte de propriedade total da Elecnor.

A estrutura do Centro de Operações conta com oito colaboradores que se alternam para manter sua atividade ininterrupta 24 horas por dia, 365 dias por ano, dando apoio constante a mais de 1.300 km de linhas e 14 subestações com tensões que variam de 525 a 138 kV. Ao longo de 2013 e 2014, três novos projetos – atualmente em fase de construção – deverão incorporar-se à estrutura operacional da Elecnor no Rio de Janeiro.

 

Galeria de imagens
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil
Electricity transmission systems in Brazil